Impactos da mineração e desastres ambientais são discutidos no XIII Encontro da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica

Campinas, 23 de setembro de 2019 (UICN) – Com o objetivo de discutir os efeitos das ações humanas ao longo dos anos e sua relação com atual crise ecológica, o XIII Encontro da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica, realizado em Campinas de 23 a 26 de setembro de 2019, reunirá pesquisadores e instituições voltadas a esse campo de estudos e com conhecimento transdisciplinares como física, ecologia, sociologia e economia.

Presentation at ECOECO

O evento realizado em Campinas de 23 a 26 de setembro de 2019, sob o título “Será o Antropoceno a era do colapso ambiental? Pensando uma economia para o Planeta Terra”, traz para o debate o protagonismo das ações humanas no contexto das mudanças globais e reflexões sobre uma nova economia do planeta que possa mitigar os efeitos das ações humanas sobre o meio ambiente e a biodiversidade.

A atividade de mineração e a exploração predatória de recursos naturais e os seus impactos no contexto dos desastres está na programação, na Mesa Redonda Impactos socioambientais do Antropoceno: o caso da mineração, onde serão apresentados os impactos do rompimento da barragem de Fundão na economia da região da Bacia do Rio Doce, altamente dependente da extração de recursos naturais. O impacto do rompimento da barragem prejudicou setores importantes nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, como a mineração, agricultura, pecuária e pesca, eliminando empregos formais e limitando as opções de subsistência dos habitantes.

A apresentação é de Peter May, PhD, Professor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), especialista em recursos naturais e economia ecológica, membro do Painel do Rio Doce e sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica. Peter May é autor-líder do estudo Alternativas para meios de vida em paisagens rurais da Bacia do Rio Doce após o rompimento da Barragem de Fundão — Criando oportunidades para o futuro. O estudo, que é parte das recomendações produzidas pelo Painel do Rio Doce, explora os benefícios de atividades econômicas alternativas consistentes com a restauração da bacia e promove a priorização de instrumentos de política e financiamento para apoiar tais esforços.

O estudo do Painel do Rio Doce também será objeto de apresentação na sessão temática Conflitos, riscos, desastres e crimes socioambientais.

Mais informações

O que: XIII Encontro Nacional da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica (ECOECO) — “Será o Antropoceno a era do colapso ambiental? Pensando uma economia para o Planeta Terra.”

Quando: 23 a 26 de setembro de 2019

Onde: Campus da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Site: https://www.ecoeco2019.sinteseeventos.com.br/apresentacao

 

Go to top